O que fazer se alguma coisa der errado no dia do seu casamento?

Não me recordo se já contei por aqui, mas me casei em 2012, como manda o figurino, de branco, na igreja e a festa foi na Sítio da família. Na época eu morava em Maceió, e como toda noiva eu me planejei, organizei meu casamento por mais de 1 ano e hoje vou contar um pouco da minha experiência sobre o que fazer se alguma coisa der errado no dia do seu casamento.

Como meu casamento foi no sítio da minha família, eu queria uma decoração rústica, e discuti todos os detalhes com meu decorador, que também ia decorar a igreja. Como meus pais moravam no sítio, eu passei a noite lá e obvio que acordei no dia do meu casamento acompanhando todos os detalhes da montagem. Não façam isso! Como toda noiva controladora e perfeccionista eu me envolvi demais na montagem, me preocupava com o atraso de qualquer fornecedor e surtei quando vi que já era inicio da tarde e a equipe de decoração não estava no local. Minha equipe de cerimonial já tinha entrado em contato com o decorador, e eles haviam se atrasado na decoração da igreja. Nem preciso falar que fui praticamente expulsa do local da festa e segui para o hotel um pouco tensa. Fui para o hotel com a cabeça a mil pensando na decoração e em mil coisas que estavam acontecendo na montagem, mas sempre sendo tranquilizada pela minha cerimonialista, que me lembrou que eu tinha contratado os melhores fornecedores e que eu confiasse que tudo ia dar certo. Eu costumo dizer que meu dia da noiva foi dividido em antes e depois da minha chegada no hotel. Quando eu cheguei no hotel foi outro clima, recebi um lindo buquê de flores do noivo, fui super paparicada e esqueci completamente do que estava acontecendo no local da festa (ok, de vez em quando eu trocava uma msg com a equipe de cerimonial só para me certificar que estava tudo andando bem). Foi aí que eu me lembrei do que eu tinha me prometido na noite anterior, que não ia deixar nada estragar meu dia. 

Eu já estava pronta, linda e maravilhosa, e nada do meu buquê chegar no hotel. O entregador tinha tido um problema e estava enviando um motoboy com o meu buquê. Fiz várias fotos sem o buquê, até que ele chegou, metade lindo, metade amassado. Ficou claro que o motoboy não tinha um local apropriado para carregar o buquê, e ele ficou espremido de um lado e amassou. Respirei fundo, não havia nada que eu pudesse fazer naquela hora, não ia xingar o motoboy, então eu virei o buquê para o lado bonito e fiz o restante das minhas fotos.

Segui para a igreja dentro do horário, vi toda a movimentação dos meus convidados na porta, do noivo, tudo parecia estar perfeito. Eu fiquei dentro do carro aguardando tudo começar e fui informada que o Padre estava atrasado. Fiquei tranquila, afinal, tinha chegado mais cedo e fiquei aguardando. O Padre atrasou 40 minutos (!). Ele tinha um outro casamento em uma outra igreja que a noiva atrasou bastante e ele acabou se atrasando para a minha cerimônia. Finalmente ele chegou, a cerimônia foi linda e emocionante. Nós não tivemos problemas com o horário da festa, pois diferente do que acontece aqui no Rio, lá em Maceió não tem imposição de limite de término de festa, então o atraso da cerimônia não diminuiu nosso horário de festa.

Durante a festa também tivemos um problema com o DJ, simplesmente não era o DJ que eu tinha contratado, ele enviou um outro DJ no lugar dele e foi tocar em outro evento. Eu conhecia o DJ que ele tinha enviado e passei para ele meio correndo tudo que a gente gostava. Depois disso, minha cabeça desligou e eu só aproveitei, aproveitei e aproveitei muitoooo a minha festa. Felicidade era meu sobrenome e tudo que eu queria era curtir cada segundo. 

De tudo que não foi 100% no dia do meu casamento, como o atraso na montagem da decoração, o buquê amassado, o tapete da cerimônia que não foi o que eu tinha escolhido, o DJ substituto e o atraso do Padre, esse último foi o único que eu não tive o que fazer após retornar da lua de mel. Afinal, o Padre já havia me pedido desculpas pelo atraso, não havia mais nada que ele pudesse fazer. Mas todos os outros fornecedores eu entrei em contato, expus os erros e cobrei explicações. A única explicação que não me deixou satisfeita foi óbvio a do DJ, pois estava especificado no nosso contrato e em todas as nossas reuniões, que ele seria o DJ do meu casamento e não um substituto. Decidimos não entrar com processo, mas acreditem, o boca a boca, e a insatisfação do serviço já queimaram ele o suficiente. Alô fornecedores: as noivas conversam entre si, ok?

Diante de tudo que eu passei eu tenho algumas dicas para dar: Nunca vá ao local da festa para acompanhar montagem, e se o seu casamento for no mesmo local que o seu dia da noiva, como uma pousada na praia ou um sítio, procure ficar afastada dessa loucura que é a montagem, não vale a pena, as noivas nem sempre entendem o funcionamento da montagem dos fornecedores e podem se preocupar a toa. Deixe esse trabalho para o seu cerimonial, ok?

Algumas coisas podem não sair do jeito que você planejou, mas não adianta se desesperar, é preciso ter calma, analisar se você ou o seu cerimonial pode resolver alguma coisa naquele momento ou não. Não adianta se estressar se a fita do bem casado não foi da cor que você pediu, ou o tapete da cerimônia, são coisas que não vão ser mudadas naquele momento, certo? Então não vale a pena ficar triste ou para baixo por isso, o seu sonho é muito maior que esses pequenos erros e o que vale é comemorar a união e o amor de vocês!

Casamento Paula e Rafael

 Assinatura do post

Paula Monteiro – Cerimonialista da Esfera

One thought on “O que fazer se alguma coisa der errado no dia do seu casamento?

Deixe uma resposta